Sep 23 2013

The Wall Ride Project leva intervenções artísticas ao centro de São Paulo

Em 29 de setembro será lançado em São Paulo o Wall Ride Project, que vai levar arte em grande escala às pessoas que passarem pelo centro da cidade, gratuitamente. O projeto consiste em intervenções de artistas da cena urbana paulistana em um muro em frente a um dos cartões postais da cidade, o edifício Copan, no centro. O lançamento será a partir das 16h e terá um coquetel para convidados no local e discotecagem dos DJs Suissac e Will.

O artista Sesper, sucesso nas edições mais recentes da SP-Arte e da ArtRio é o primeiro artista convidado a ativar o painel, que receberá novas intervenções a cada dois meses e irá promover o intercâmbio entre artistas brasileiros e de outros países (Japão, Estados Unidos, Europa), promovendo a arte pública. Os próximos convidados são o artista plástico e grafiteiro Onesto, reconhecido como um dos mais importantes artistas de rua da cidade, e Alê Jordão, artista plástico idealizador do Wall Ride Project. A arte de Sesper fica exposta até 29 de novembro, quando um novo trabalho será criado no local.

O espaço escolhido pelo Wall Ride Project foi o estacionamento Cappark localizado na Avenida Ipiranga, na República, que atualmente encontra-se depredado. Estima-se que 500.00 pessoas circulem todos os dias no local. O projeto terá um site oficial (www.thewallrideproject.com), que será lançado junto com o muro. Nele, o usuário poderá encontrar fotos e vídeos de cada artista e da exposição, mostrando o desenvolvimento de cada um dos trabalhos. O projeto é uma criação do artista plástico Alessandro Jordão, com consultoria e execução da agência Branding Cincoum.

A proposta é convidar artistas de diferentes estilos, como graffiti, colagem, design e fotografia para deixarem sua arte no muro. Também será instalada iluminação própria no local para que a intervenção possa ser apreciada de dia ou à noite, o que também irá ajudar na segurança da região. Segundo Alê Jordão, essa é uma maneira de promover e divulgar e arte pública. “Acreditamos que a arte conecta e comove pessoas de todas as idades despertando o interesse não só nas artes plásticas, mas em tudo que ela representa”, explica.

O mural foi inspirado no Bowery Wall, em Nova York, projeto de 2008 que fez de uma das maiores paredes dos Estados Unidos um mural que já recebeu intervenção de artistas, como OSGEMEOS e Shepard Fairey, conhecido também como Obey.

Sobre Sesper
Alexandre “Sesper” Cruz passou grande parte de sua adolescência andando de skate, criando fanzines e gravando fitas K7 em Santos, SP. Depois de integrar diversas bandas independentes, no início dos anos 90, inicia o grupo Garage Fuzz, no qual é vocalista até hoje, além de manter outros projetos musicais. Em São Paulo, passou a intervir nas ruas com adesivos e pôsteres, adotando o pseudônimo Sesper, enquanto também difundia sua arte através de estampas de camisetas para marcas de streetwear e capas de discos para selos independentes ou grandes gravadoras, entre outros produtos. Em paralelo, desenvolveu trabalhos em atelier que passaram a ganhar visibilidade em espaços expositivos.

A matéria prima de suas colagens rasgadas, geralmente orientadas pelo desenho e complementadas pela pintura, podem vir de coleções preciosas de revistas, zines, discos e cartas, assim como de trabalhos que produziu digitalmente e foram impressos em processos industriais para outros fins. Sesper também atua como curador, sendo um dos fundadores do seminal espaço expositivo Most e tendo participado da curadoria da mostra itinerante TRANSFER. Como documentarista/ videomaker, dirigiu “RE:Board”, o resultado de uma extensa pesquisa sobre a história da arte nas pranchas de skate brasileiras, que também se tornou exposição no Brasil e nos Estados Unidos. Trabalhos de Sesper, representado pela Galeria Logo, integram coleções de instituições de renome, como Itaú Cultural e Instituto Figueiredo Ferraz. Mais informações sobre o artista: www.sesper.com

Sobre Alê Jordão
Alessandro Jordão nasceu em São Paulo em 1973. Em 2000, criou o estúdio Mãos, onde produziu suas primeiras peças. Em 2001, graduou-se em Artes Plásticas com especialização em graffiti aquarela pela Faap, e estudou na Domus Academy, em Milão, na Itália. A partir de 2002 participou de diversos eventos internacionais de arte e design. Em 2010 incorpora em seu trabalho matérias-primas e referências industriais criando o Estúdio Ale Jordão. A partir dessa data, inicia sua carreira solo.

Recebeu os seguintes prêmios: Melhor Conceito de Arte Contemporânea Brasileira/ MUBE, em 2002; Prêmio de Arte Contemporânea de Roma/ Guiseppe Selvage, em 2002, e Salone Satellite/ Milão, em 2008. Mais informações sobre o artista: www.alejordao.com

Sobre Onesto
Alex Hornest, também conhecido como Onesto, é pintor, escultor e artista multimídia, nasceu em São Paulo em 1972, começou sua trajetória artística na década de 1990 nas ruas fazendo graffiti  e documentando a cena local em vídeos/documentários nas séries "A Invasão e Sujo" em parceria com Marky Borsky. Tem publicado o livro “Onesto (Alex Hornest)”, que traz uma compilação de trabalhos do artista, com muitas ilustrações, fotos e textos que contam um pouco sobre sua trajetória.

Lançamento “The Wall Ride Project”
Local: Avenida Ipiranda, 120, República, São Paulo
29 de setembro às 16h
Período expositivo: de 29 de setembro a 29 de novembro
E-mail: contato@thewallrideproject.com
www.thewallrideproject.com

Tags:

blog comments powered by Disqus