Jun 18 2013

Artistas lançam projeto em São Paulo que une a música com outras artes, no ECUM

Espetáculo de estreia tem como convidados os compositores Tatá Aeroplano e Peri Pane, além do escritor André Sant’Anna e da trupe circense As Cabareteiras.

Novidade na cena paulistana, o projeto Cabarezinho estreia no dia 28 de junho, sexta-feira, no Centro Internacional de Teatro - ECUM, às 23 horas. O formato é inusitado: um espetáculo-cabaré, totalmente acústico, que acontece quinzenalmente no porão do teatro.

O Cabarezinho foi inspirado no pequeno cabaré francês Lapin Agile. Com direção geral e musical de Luiz Gayotto (também idealizador), o cabaré tem como atração fixa um coro formado por seis cantores, além de Rogério Rochlitz, ao piano. Este grupo funciona como mestre de cerimônia, recebendo os artistas convidados. Entre uma e outra apresentação, o grupo anfitrião mostra breves números musicais e conduz o espetáculo.

untitled  untitled untitled untitled

Os convidados da noite de estréia são os compositores Tatá Aeroplano (Cérebro Eletrônico, Jumbo Elektro e Zeroum) com uma pequena amostra de seu primeiro álbum individual, e Peri Pane, que apresenta também seu álbum solo, Canções Velhas Para Embrulhar Peixes, com composições próprias e parcerias com o poeta arrudA, que participa da apresentação com intervenções poéticas. O Cabarezinho recebe ainda o escritor André Sant’Anna que mostra seu lado performer com o show Sons e Furyas, além da trupe As Cabareteiras que levam bom humor para o encontro com breves números circenses.

O Cabarezinho

A cada noite, numa pequena arena, quatro atrações convidadas (de diversas áreas culturais) se revezam, intercaladas pelo grupo fixo (coro e pianista). Os convidadas serão sempre artistas com carreiras consolidadas, seja na música, no teatro, na literatura, poesia ou circo.

Cabarezinho tem proposta intimista - para deixar o artista bem pertinho da platéia - e os convidados podem apresentar outras facetas, diferentes daquelas a que estão acostumados. O contraste entre as diferentes apresentações e performances garante dinamismo às noites culturais.

Segundo o idealizador e diretor Luiz Gayotto, o Cabarezinho tem o Lapin Agile apenas como inspiração. “Se de um lado, assim como o pequeno cabaré de Paris (ainda com a tradição dos antigos e acanhados cabarés), não pretendemos reproduzir o Moulin Rouge ou o Lido; de outro lado, o Cabarezinho será mesmo brasileiro”. Ele explica que repertório do coro anfitrião é predominantemente de música brasileira. No roteiro tem homenagens a compositores tradicionais, como Assis Valente, Lupicínio Rodrigues e outros, e também autores contemporâneos como Caetano Veloso e Chico Buarque. Compositores da cena musical atual, mesmo que pouco conhecidos do grande público, também entram nessa “trilha sonora”.

Paola Musatti e Fausto Franco são os diretores cênicos do Cabarezinho. A ambientação da pequena arena onde acontece o espetáculo sugere intimismo, propiciado pela proximidade dos artistas com o público. E a ausência de qualquer sonorização (tecnológica) favorece o clima para um pequeno cabaré. Ao lado da arena, público dispõe de um bar, mas o consumo é liberado somente em momentos específicos, determinados pelos mestres de cerimônia, pra que não interfira nos shows.

Ficha técnica

Espetáculo: Cabarezinho

Idealização, direção geral e direção musical: Luiz Gayotto

Direção cênica: Paola Musatti e Fausto Franco

Cantores: Henrique Benvenutti, Laya  Lopes, Luciane Valle, Luiz Gayotto, Maria Rosa, Paola Musatti, Tatiane Klein, Yoyo

Iluminação: Carine Spuri

Produção: Ademir Dema

Piano: Rogério Rochlitz

Arte Gráfica: Élcio Miazaki

Serviço

Estreia: dia 28 de junho de 2013 - às 23 horas

Convidados: Tatá Aeroplano, Peri Pane & arrudA, André Sant’Anna e As Cabareteiras

Centro Internacional de Teatro - ECUM - Porão

Rua da Consolação, 1623 – Consolação/SP. Tel: (11) 3255 5922 ou (11) 3129 9132

Ingressos: R$ 40,00 (meia: R$ 20,00). Bilheteria: 1h antes das sessões.

Duração: 100 min. Classificação etária: 18 anos. Capacidade: 80 lugares.

Acesso universal. Ar condicionado. Estacionamento conveniado ao lado do teatro: 15 reais.

Próximas datas / Cabarezinho: 12 e 26 de julho e 9 de agosto - às 23 horas

OS CONVIDADOS:

Peri Pane

Peri Pane é compositor, performer e repórter. Suas canções “Tobogã pro Inferno” e “220 V” foram gravadas pelo grupo Cérebro Eletrônico e pela dupla Miranda Kassin e André Frateschi. Lançou o disco O Fantasma da Light com o grupo Odegrau, selecionado para o projeto Prata da Casa, no Sesc Pompéia, e para a exposição Roteiro Musical da Cidade de São Paulo, no Sesc Santana. Em 2009, apresentou o programa Ecoprático, na TV Cultura, ao lado de Anelis Assumpção. Criou a performance HoMeM ReFluXo (www.homemrefluxo.com), em 2003, que teve apresentações em São Paulo, Rio de Janeiro, Barcelona e Nápoles. Em 2012, lançou o álbum solo Canções Velhas Para Embrulhar Peixes, com composições próprias e parcerias com o poeta arrudA, ao lado dos músicos Otávio Ortega e Marcelo Dworecki, que assina a produção musical.

arrud∆ é poeta nascido e criado na cidade de São Paulo. Atua na literatura na música e em performances poéticas. Tem três livros de poesia publicados e poemas musicados por artistas como Alzira Espíndola, Lucina, Tatá Aeroplano, Peri Pane e Jerry Espíndola. Finalista do Prêmio Visa de Compositores 2006, em parceria com Alzira Espíndola, com quem lançou dois discos, assinando todas as letras: Alzira E (Duncan Discos/Tratore) e Pedindo a Palavra (independente). Como letrista tem canções gravadas por Zélia Duncan, Carlos Navas e Maria Alcina. Sua produção poética em: facebook.com/folhadearruda.

Tatá Aeroplano

Tatá Aeroplano é músico, compositor, DJ e agitador cultural. Vocalista das bandas Cérebro Eletrônico, Jumbo Elektro e Zeroum, também integra o grupo musical Frame Circus, especializado em criar trilha sonoras originais para filmes mudos. Com o Cérebro Eletrônico e Jumbo Elektro, apresentou-se na Europa, no Festival Brasil Noar, em Barcelona, Espanha. Com o Jumbo lançou dois discos, Freak to Meet You e Terrorist!? e com o Cérebro lançou Onda Híbrida Ressonante, Pareço Moderno e Deus e o Diabo no Liquidificador. Em 2012, lançou o primeiro disco, homônimo, individual, produzido por Dustan Gallas e Junior Boca, que pode ser baixado (grátis) no http://www.tataaeroplano.com.br. Atualmente, Tatá mantém um canal de entreterimento no Youtube, http://www.youtube.com/aeroplano99, aonde publica Mini-web-séries, performances e mini documentários do cotidiano.

As Cabareteiras

As Cabareteiras - Daniela Rocha Rosa, Helena Cerello, Luciana Menin e Erica Stoppel - trazem o tom circense e bem humorado para suas performances. No Cabarezinho, Alfonsina, uma mulher apaixonada... de ponta cabeça com suas lembranças de um amado e seu lencinho branco, equilibra-se sobre uma cadeira ao som da canção francesa interpretada por Helena Cerello. Carmelita del Rosário equilibra pratos de porcelana e convida como partener a “mágica figura Daniela Rocha Rosa”.

André Sant’Anna

André Sant’Anna é músico, escritor, redator de televisão e publicidade. É autor da trilogia Amor (Edições Dubolso), Sexo e Amizade (Companhia das Letras), O Paraíso É Bem Bacana (Companhia das Letras) e Inverdades (7Letras). O Importado Vermelho de Noé (de sua autoria) foi incluído na antologia Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século XX (Ítalo Moriconi-Objetiva) e Pro Beleleu, na antologia As Cem Melhores Crônicas Brasileiras (Joaquim Ferreira dos Santos-Objetiva). Participou do grupo Tao e Qual, entre 1980 e 1990, e atua no show Sons e Furyas, desde 2007.

EQUIPE - PERFIS:

Luiz Gayotto (idealização, direção geral, direção musical e voz)

untitled

Nascido em Florianópolis (SC), é compositor, cantor, arranjador, violonista, percussionista e percussionista corporal. Formado em música popular pela Unicamp/SP em 1992, tem quatro CDs autorais lançados: O Catarina (Dabliú Discos), Viver e o Amor na Cidade Grande (Dabliú Discos), Fragmentos de Música Livre e Espontânea (MCD World Music) e Proponhomix (Selo Cooperativa). Em 2007, foi indicado para o Prêmio Shell de Teatro pela trilha de Vem-Vai O Caminho dos Mortos (Cia Livre de Teatro).  Em 2009, fez a direção musical de Se Você Não Sabe Mais Quem É..., de Heiner Müller com a Cia. São Jorge, vencedor do Prêmio Shell 2010 como Projeto Especial. É autor de trilhas dos curtas-metragens Profetas da Chuva e da Esperança de Márcia Paraíso, premiado nos festivais V Catarina Festival de Curtas e Documentários, IV Curta Canoa (CE), e Nem Caroço, Nem Casca (Will Martins). É convidado da Companhia Novadança para quatro espetáculos como Experimentações Inevitáveis + Antropofágica 3, vencedor do Prêmio APCA 2007, Tráfego e E aí, Vamos Dançar?. Participou do Grupo de percussão corporal Barbatuques, desde a sua origem até 2002; é idealizador do festival Catarse, cuja sétima edição ocorreu em 2012 na Casa das Caldeiras. Desde 2007, é professor de prática vocal e diretor do Grupo Vocal EMESP, na EMESP - Tom Jobim. www.luizgayotto.com.br.

Rogério Rochlitz (piano)

Nova imagem

Compositor, pianista e produtor musical, Rogério Rochlitz têm quatro CDs e um DVD lançados. Como pianista e tecladista, ele integrou a banda Jambêndola e acompanhou artistas como Sidney Magal, Danilo Caymmi, Ney Mesquita e Ortinho, entre outros. Como tecladista do Trio Mocotó, apresentou-se em mais de 20 países da Europa e África. Produz com a artista plástica Regina Silveira instalações sonoras que já foram expostas nos EUA, Polônia, Espanha, Índia e Colômbia. Foi tecladista dos programas Circo do Edgard e Edgard no Ar, do canal Multishow. Foi também produtor integrante das bandas Farufyno e do cantor Tião Carvalho.

Paula Musatti (direção cênica e voz)

untitled

Atriz e palhaça formada pela Escola de Arte Dramática – ECA/USP, Paola Musatti trabalha no projeto de Humanização Hospitalar Doutores da Alegria desde 1996, integra a Cia. Jogando no Quintal, desde 2001, e fundou Cia. Cênica Nau de Ícaros, na qual atuou por quatro anos. No cinema atou em Doutores da Alegria - o Filme, de Mara Mourão. Também ministrou curso de palhaço na Cia. do Quintal, na Colômbia (Festival de Medelin) e no Festival Mundial de Circo, em Belo Horizonte. Participou do Festival de Cenas Curtas do Grupo Galpão Cine Horto (Belo Horizonte), Esse Monte de Mulher Palhaça (Rio de Janeiro), Fringe - Festival de Teatro de Curitiba, Festival de Circo do Brasil – Ano França-Brasil (Recife), XIII Festival Ibero Americano de Teatro de Bogotá (Colômbia), Palhaçaria - 1º Festival Internacional de Palhaças (Recife) e outros. Entre seus principais espetáculos estão: Que História é Essa? (dir. Paola Musatti e Vera Abbud), Show Dela (supervisão Domingos Montagner), O Mágico de Nós (dir. César Gouvêa), IOU - A Fábula do Cubo e do Cavalo (dir. Guto Lacaz), Histórias do Brasil (dir. Beto Lima, Pia Fraus), Jogando no Quintal (dir. Cesar Gouvêa e Marcio Ballas) e O Violinista no Telhado (dir. Iacov Hillel). Prêmios recebidos em primeiro lugar: Show Dela - Festival de Cenas Cômicas e XI Fescete (também melhor atriz, melhor sonoplastia, direção, cenário e júri popular); Jogando no Quintal - Campeonato de Match de Improvisação no Festival Ibero Americano de Bogotá, Colômbia.

Fausto Franco (direção cênica)

untitled

Fausto Franco é formado pela Escola de Arte Dramática – ECA/USP. Entre seus trabalhos profissionais, estão os espetáculos: Enlace - A Loja do Ourives (musical, dir. Roberto Lage), Bixiga - Um Musical na Contra Mão (musical, dir. Mario Masetti), A Flauta Mágica (dir. Roberto Lage), Idiota no País dos Absurdos (dir. Domingos Nunes), O Vôo (Cia. As Graças), O Aprendiz de Maestro - Quem Canta seus Males Espanta (dir. Regina Galdino), As Roupas Do Rei (dir. Cris Lozano), Os Lusíadas (dir. Iacov Hillel), Buster - O Enigma do Minotauro (Grupo Xpto), Cabaret Insólito (dir. Mario Masetti), A Farsa da Inês Pereira (dir. João Albano) e outros. Na televisão, atuou em Senta Que Lá Vem Comédia (TV Cultura), Casa se Orates. (dir. Adriano Stuart) e Este Ovo é Um Galo (dir. Beth Dorgan). Entre os prêmios estão o APETESP de Melhor Ator Coadjuvante por Farsa Infantil da Cabeça do Dragão (1989) e APCA de Melhor Espetáculo para As Roupas do Rei (2002), O Terror dos Mares (2001), O Pequeno Mago (Grupo Xpto, 2000) e Buster - O Enigma do Minotauro (Grupo Xpto, 1999).

Tags:

blog comments powered by Disqus