Oct 23 2012

Piano na Praça reverencia a música brasileira com Chambinho e Jonas Dantas

untitled A música brasileira será reverenciada no próximo Piano na Praça, no dia 27 de outubro, sábado, na Praça Dom José Gaspar, centro de São Paulo.

O projeto – realizado pela Secretaria Municipal de Cultura – recebe dois artistas cujas trajetórias são enraizadas nas tradições musicais brasileiras. Trata-se de Jonas Dantas, que faz o primeiro concerto da tarde, às 15 horas, e Chambinho do Acordeon, que assume as telas às 16 horas.

Protagonista do filme Gonzaga - de Pai Para Filho, de Breno Silveira, Chambinho do Acordeon presta justa homenagem ao Rei do Baião que completaria 100 anos em dezembro de 2012. Em seu repertório, destaque para “Asa Branca” e “Respeita Januário” (parcerias de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira), “Assum Preto” (com Humberto Teixeira), “Numa Sala de Reboco” (com José Marcolino), “Xote das Meninas” e “Xote Ecológico”, entre outras.

untitled 1 Pianista que esbanja talento e versatilidade, Jonas Dantas faz sua leitura particular de pérolas da música brasileira. O programa de sua apresentação traz composições como “Começar de Novo” (de Ivan Lins), “Carinhoso” (de Pixinguinha), “Flor de Liz” e “Fato Consumado” (de Djavan), “Incompatibilidade de Gênio” (de João Bosco), “Desafinado” (de Tom Jobim) e “Chega de Saudade” (de Tom & Vinicius de Moraes).

Os concertos ao ar livre da série Piano na Praça é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, que acontece, quinzenalmente, na Praça Dom José Gaspar. O projeto, que está no sétimo ano de temporada, apresenta pianistas de expressão nacional e internacional, tanto no âmbito popular quanto erudito.

Série: Piano na Praça

Dia 27 de outubro de 2012 – sábado

15 horas: Chambinho do Acordeon

16 horas: Jonas Dantas

Local: Praça Dom José Gaspar, s/nº - Centro – São Paulo/SP

Grátis – Informações: (11) 3397-0160 – Metrô República

Nº lugares: 300 cadeiras - Concerto ao ar livre – Duração: 2 horas

Próximos convidados:

10/11 - Arismar do Espírito Santo e Bia Góes

24/11 - Nico Resende e Fernando Moura

Chambinho do Acordeon

Chambinho do Acordeon nasceu em São Paulo, em 1980. Aos oito anos mudou-se com a família para Jaicós, no Piauí, onde aprendeu os primeiros acordes na sanfona com o avô Zezinho Barbosa. Essa primeira escola lhe deu os macetes dos velhos sanfoneiros nordestinos eo gosto pelo autêntico forró. Aos 11 anos, retornou para São Paulo com sua bela sanfona Mundiale e, diante das dificuldades, investiu em um teclado para tocar em grupos de samba. Após alguns anos, integrou a Banda Caiana que buscava a retomada da tradição nordestina. Com o grupo logo se destacou no nascente "forró universitário", tendo a oportunidade de se apresentar em importantes casas de São Paulo e viajou pelo Brasil, divulgando os dois CDs lançados pela Warner Music.

Chambinho firmou-se como sanfoneiro de renome e logo integrou a Banda de Pífanos de Caruaru com quem gravou, em 2002, o CD No século XXI, no Pátio do Forró, ganhador do Prêmio Tim e Grammy Latino na categoria Música Regional. Na mesma época tocou com Dantas do Forró, Luciano Dagata, com o grupo Forró na Pressão (este em Portugal), integrou o Trio Zabumbão e acompanhou nomes como Família Gonzaga, Anastácia e João Claudio Moreno.

Atualmente, apresenta-se em com repertório de músicas com ritmos autênticos nordestinos como baião, xote, xaxado, côco e arrastapé. Músicas de Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Alceu Valença, Zé Ramalho e Trio Nordestino estão sempre presentes em suas apresentações. Participou da novela A Favorita (Rede Globo), acompanhando o personagem Cassiano Copola, e do programa Metrópolis em trabalho solo. E, seguidor de Luiz Gonzaga, Chambinho venceu a seleção para interpretar o mestre no cinema (Gonzaga - de Pai Para Filho), de Breno Silveira.  Para o papel, ele estudou a vida e a musica do Rei do Baião e acentuou mais seu jeito nordestino de puxar seu fole e cantar o forró.

Jonas Dantas

Músico autodidata, Jonas Dantas começou os estudos de piano aos 15 anos, profissionalizou-se, em 1995, no Conservatório Carlos Gomes (Belém/PA) e formou-se na Escola de Música da Universidade Federal do Pará. Estudou com mestres como Laércio de Freitas, Adélia Fisher, Jeff Gardner, João Marcos e Nelson Faria.

O artista acompanhou grandes nomes da nossa música popular, entre eles Fafá de Belém, Leny Andrade, Zé Luiz Mazziotti, Ary Piassarollo, Ney Lopes, Fabiana Cozza, Elza Soares, Pedrinho Cavallero, Pery Ribeiro, Leo Gandelman, Arthur Maia, Sizão Machado, Filo Machado, Chiquinho Oliveira, Paulo Moura, Gigante Brasil, Paulo Lepetit, Hamilton de Holanda, Arismar Espírito Santo e muitos outros.

Jonas Dantas fez parte da primeira formação da Orquestra Criola (Rio de Janeiro), em 2006, dirigida pelo saxofonista Humberto Araújo. Hoje, integra alguns projetos de música instrumental, acompanha o cantor Manolo Otero e desenvolve um trabalho de MPB com a cantora Jane Mara. É também professor de piano popular na Artlivre - Escola de Música, e trabalha na produção do seu primeiro CD, intitulado Nossas Canções.   

Tags:

blog comments powered by Disqus