Jul 12 2012

Projeto Arquivo do SESC Belenzinho apresenta a banda Isca de Polícia

O projeto Arquivo do SESC Belenzinho apresenta artistas e grupos que consolidaram seu nome no cenário da música brasileira por meio de uma carreira profícua ou pela proposta estética inovadora. São músicos que se destacaram pelo trabalho alternativo em contraponto ao que é difundido pela indústria fonográfica estabelecida.

Nova imagem 

Nova imagem 1 Fotos Gal Oppido

No dia 21 de julho, sábado, o Arquivo apresenta show com o grupo paulistano Isca de Polícia, às 21h30. A banda foi criada, em 1979, por Itamar Assumpção para acompanhá-lo em discos e shows. Juntos, gravaram vários álbuns e participaram de trabalhos de outros artistas.

A Isca de Polícia é formada por importantes nomes da cena musical brasileira, reconhecidos também pelos seus próprios projetos musicais. São eles: Marco da Costa (bateria), Jean Trad (guitarra), Paulo Lepetit (baixo), Vange Milliet (voz) e Suzana Salles (voz), além do trombonista Bocato e do guitarrista Luis Chagas que não participam deste espetáculo.

O roteiro do show apresentado no SESC Belenzinho faz um apanhado da carreira de Itamar Assumpção, pontuando seus discos e celebrando sua genialidade.

A maioria das composições apresentadas foi registrada nos discos Beleléo (“Fico Louco”, “Nego Dito” e “Se Eu Fiz Tudo”) e no recente Pretobrás III (“Anteontem”, “Eu Tenho Medo” e “Que Tal o Impossível”). Este último traz composições inéditas de Itamar e faz parte do projeto Caixa Preta, lançado pelo Selo SESC, em 2010, contendo toda sua obra fonográfica.

Não ficam de fora do repertório canções importantes em sua trajetória como “Aprendiz de Feiticeiro” e “Na Cadência do Samba” (esta representando seu “encontro” com a música de Ataulfo Alves).

Arquivo / Show: Isca de Polícia

Integrantes: Marco da Costa (bateria), Jean Trad (guitarra), Paulo Lepetit (baixo), Vange Milliet (voz) e Suzana Salles (voz).

21 de julho – sábado - às 21h30

Comedoria (500 lugares). Classificação etária: 18 anos. Duração: 1h30.

Ingressos pelo INGRESSOSESC: R$ 24,00, R$ 12,00 (usuário e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública) e R$ 6,00 (trabalhador no comércio e serviços). Acesso universal.

SESC Belenzinho

Rua Padre Adelino, 1000 - Belenzinho – SP/SP

Tel: (11) 2076-9700 - www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento (espetáculos c/ venda de ingressos): R$ 6,00 (usuário não matriculado); R$ 3,00 (usuário matriculado).

Isca de Polícia

A banda Isca de Polícia prepara o lançamento de um trabalho inédito, para 2013, com músicas de seus integrantes em parcerias com outros compositores, artistas que também permeiam o universo de Itamar Assumpção. Entre eles, Alice Ruiz, Zélia Duncan e Arnaldo Antunes.

O grupo nasceu, em 1979, pelas mãos e talento de Itamar Assumpção. Era sua banda de shows que, pelo indiscutível talento, esteve com ele em vários discos, além de participar de trabalhos de outros artistas, entre eles Ney Matogrosso. A banda é formada por Marco da Costa, Jean Trad, Paulo Lepetit, Vange Milliet, Suzana Salles, Bocato e Luis Chagas, que além deste trabalho desenvolvem seus próprios projetos.

Foram muitos projetos musicais, tanto no Brasil quanto no exterior, passando por países como Alemanha, Suiça, Áustria e Holanda. Pelo Projeto Pixinguinha, apresentou-se em várias capitais do Brasil, como Salvador, Maceió, Recife e Fortaleza.

Nos últimos anos, participaram de festivais como o RecBeat em Recife, Festival de Inverno de Paranapiacaba (SP) e Virada Cultural Paulista, sempre divulgando a música original de Itamar Assumpção. Em 2009, o show foi em comemoração aos 30 anos do Teatro Lira Paulistana em um projeto da Funarte sobre a Vanguarda Paulista. A banda também esteve no Festival Station Brésil (comemorações do Ano da França no Brasil) e se apresentou no Circuito Cultural Paulista (shows por cinco cidades paulistas).

Em 2010, a Isca de Polícia gravou um CD com músicas inéditas de Itamar Assumpção para o projeto Caixa Preta, do selo SESC, que contém toda a obra fonográfica do compositor. Foi produzido por Paulo Lepetit, baixista da banda, e contou com participação de Naná Vasconcelos, Ney Matogrosso, Zélia Duncan e Arrigo Barnabé, entre outros.

Tags:

blog comments powered by Disqus