Dec 19 2012

STELLA MIRANDA E LUIZ SALEM - GOZADOS TEATRO ITÁLIA

untitled Stella Miranda e Luiz Salem são os

GOZADOS

Dia 18 de janeiro de 2013, no Teatro Itália

Anarquistas e subversivos total, vão gozar a platéia geral.

 

Se não existe eu invento para o seu divertimento!

Depois de uma vitoriosa e bem sucedida temporada no Rio de Janeiro, GOZADOS chega aos palcos da cidade de São Paulo para esquentar ainda mais o verão paulistano. De 18 de janeiro à 24 de fevereiro, às sextas, sábados e domingos, no Teatro Itália, os paulistas poderão se divertir com o humor irreverente e transgressor desse  espetáculo aclamado pelo público e critica.

As canções que todo mundo conhece, cantadas de um jeito que ninguém ouviu!

2  GOZADOS é um Stand Up Music, onde sucessos do cancioneiro nacional e internacional são subvertidos e parodiados com uma jocosidade alarmante Metralhadora giratória de humor crítico e ferino, a dupla escrachada não perde, contudo, a elegância nem a sutileza .

GOZADOS segue a linha de SUBVERSÕES, musical criado por Stella Miranda, Luiz Salem e Aloisio de Abreu, que durante 20 anos divertiu as platéias brasileiras com seu humor politicamente incorreto.

Logo na abertura, a primeira gozada: uma subversão de Alegria, Alegria, de Caetano Veloso, dá boas vindas ao público anunciando o que esta por vir.

Corrente, de Chico Buarque, transforma-se em Coerente, ode ao politicamente correto.

Amy Whinehouse re-encarna incorporada e canta Revolta, do seu original Rehab.

A Majestade o Sabiá, sucesso da dupla Chitãozinho e Xororó, serve de fundo para retratar os últimos escândalos políticos que assombraram o país.

Lulu Santos vem subvertido em Tempos Modernos para falar da emergente bissexualidade.

O Teatro Musical é devidamente homenageado numa subversão do Fantasma da Ópera.

Para a temporada paulistana, a dupla Salem/Stella criou especialmente um novo número musical. Subversão de Paratodos de Chico Buarque, A canção homenageia a rua mais diversificada da cidade: Para Augusta.

As subversões são da dupla Aloisio de Abreu e Luiz Salem.

Stella Miranda comanda toda esta loucura assinando a direção geral de GOZADOS. A direção musical é do jovem e talentoso Andre Poyart. Stella e Salem vestem figurinos de Victor Dzenk. Na luz o desenho de Paulo Cesar Medeiros, na direção de arte Gringo Cardia, parceiro desde o primeiro Subversões em 1990, apresenta uma tela expressionista de João Sanches.

Serviço:

Espetáculo: Gozados

Textos e Versões: Aloísio de Abreu e Luiz Salém

Elenco: Luis Salém e Stella Miranda

Direção: Stella Miranda

Classificação: 14 anos

Duração: 80 minutos (1h20);

Temporada:

Janeiro: 18/19/20 – 25/26/27

Fevereiro: 01/02/03 -08/09/10 – 15/16/17 e 22/23/24

Horários: sextas 21:30 h – sábados 21:00 h – domingo 18 h

Preço: R$ 80,00 (inteira) – R$ 40,00 (meia)

Venda Online: Compreingressos

Tel.: 11 – 2122.2474

www.compreingressos.com

Onde:

Teatro Itália

Av. Ipiranga, 344 - Edifício Itália

Metrô República - São Paulo

Bilheteria: 3255-1979

Terça a sábado: das 15:00 às 21:00 e domingo das 15:00 as 19:00 ou até inicio do espetáculo.

www.teatroitalia.com.br

Vallet na porta

FICHA TÉCNICA

Texto – Luiz Salem

Subversões – Aloiso de Abreu e Luiz Salem

Figurinos – Victor Dzenk

Desenho de Luz – Paulo Cesar Medeiros

Preparação Corporal – Marcia Rubin

Fotos – Nana Moraes

Tela – João Sanches

Direção Musical – André Poyart

Direção de Arte – Gringo Cardia

Direção Geral – Stella Miranda

Elenco: Stella Miranda e Luiz Salem

Auxilio Luxuoso: Wess Leal

Programação Visual: Bruno Warchavsky (Meninos)

Maquiagem: Mayco Soares

Costureira: Severina Rodrigues

Direção de Produção RJ: Luiz Salém e Stella Miranda

Produção Executiva RJ: Sandro Souza

Programação Gráfica SP: Adriana Hitomi

Camareira SP: Rita Andrade

Operador de Som SP: Darihel Sousa

Operador de Luz SP: Cleiton Sousa

Assessoria de Imprensa: Flavia Fusco Assessoria

Assistente de Produção SP: Elis Braga

Produção: Valdir Archanjo / Bira Saide

Realização SP: Asa Produções Culturais / Sazarte Produções

ROTEIRO

1- SE NÃO EXISTE EU INVENTO

de ALEGRIA, ALEGRIA - Caetano Veloso

2- PARA AUGUSTA

de PARATODOS - Chico Buarque de Hollanda

3- A MAJESTADE IGNORÁ

de A MAJESTADE O SABIÁ - por Chitãozinho e Xororó                                                                                          

4- DE NOVO É NOVO 

de DE NOITE NA CAMA - Caetano Veloso

5- TRANSCARIOCA

de É HOJE - Samba enredo da União da Ilha

6- RE-VOLTA

de REHAB - Amy Winehouse

7- PENTELHO

de CABELO - Arnaldo Antunes e Jorge Benjor

8- TEMPOS MAIS QUE MUDERNOS

de Tempos Modernos - Lulu Santos                                                                

9-Tô P DA VIDA

de P  DA VIDA - Grupo Dominó

10- UNZINHO 

de SOZINHO - Peninha

11 – MULHER RICA

de JE NE REGRETTE RIEN -  Edith Piaf

12- COERENTE

de CORRENTE - Chico Buarque de Hollanda

13- MUSICAL TUPINIQUIM

de O  FANTASMA DA ÓPERA - Andrew Lloyd Webber

14- A GOZADA FINAL

de SE VOCÊ PENSA - Roberto Carlos.

Tags:

Dec 5 2012

Paulo Carvalho faz pocket show gratuito na Livraria da Vila dia 7 de dezembro

Acompanhado pelo violão de Regis Damasceno, o cantor Paulo Carvalho faz uma apresentação intimista na Livraria da Vila, mostrando o repertório do novo álbum, “O Amor é uma Religião”, e outras canções. Entre as novas, estão “Conta-gotas”, “Sóis”, “Segredo”, “Miragem” e outras. Paulo também interpreta “Vaca Profana” (Gal Costa) e “Is it Okay if I Call You Mine?” (Paul McCrane).

"O Amor é uma Religião" pode ser baixado gratuitamente no site oficial do artista: http://www.paulocarvalho.art.br/

Serviço

Pocket Show: Paulo Carvalho

Data: 07/12

Local: Livraria da Vila

Endereço: Rua Fradique Coutinho, 915 - Vila Madalena

Horário: 19h45

ENTRADA GRATUITA

Tags:

Nov 30 2012

Estrelas do Orinoco encerra temporada no Pinho de Riga

untitled O espetáculo Estrelas do Orinoco, do mexicano Emilio Carballido, encerra sua temporada no dia 13 de dezembro, quinta-feira, no Espaço Pinho de Riga, às 21 horas. Com tradução de Hugo Villavicenzio e direção de Tatiana Rehder, a peça investiga o universo de duas atrizes pouco prestigiadas pela fama – interpretadas por Almara Mendes e Mariana Flesch - a bordo de um barco sem comando no Rio Orinoco (Venezuela/Colômbia).

Esta imagem de duas atrizes de segunda classe a bordo de uma embarcação sem comando pode ser símbolo de uma de nossas facetas latinas: um continente com passado colonial exploratório com muita dificuldade de criar uma identidade para seu povo, minimamente uniforme, com referências próprias. O grupo explica que montar uma peça venezuelana no Brasil com este enredo é a chance de fomentar uma reflexão sobre nosso país, de promover uma aproximação com os vizinhos latinos com quem compartilhamos traços históricos e possibilidades de futuro.

No enredo, duas mulheres sozinhas em um dos maiores rios da Bacia Amazônica criam seu cotidiano de fantasias que lhes dá força e condições para viver a desgraça real e concreta de estar à deriva. O Pinho de Riga pretende refletir sobre como esta válvula de escape se aplicaria à história de nosso continente e de qual realidade já nos distanciamos.

A montagem, porém, visita também as almas dessas mulheres: duas pessoas reais, com planos concretos e expectativas de futuro. O público se torna cúmplice das fantasias das duas atrizes que precisam criar maneiras de sobreviver em meio às variadas adversidades do mundo real. Suas dificuldades passam pela pobreza, falta de reconhecimento, solidão e fracasso, agruras possíveis a qualquer mortal. “Certamente encontramos aqui a dimensão universal do nosso projeto, pois estamos trabalhando com seres humanos e suas angústias e sonhos, personagem cheias de humanidade; estamos falando de nós”, finaliza Tatiana Rehder.

Estrelas do Orinoco

Texto: Emilio Carballido

Tradução: Hugo Villavicenzio

Direção: Tatiana Rehder

Elenco: Almara Mendes e Mariana Flesch

Realização e produção: Grupo Teatral Pinho de Riga

Estreia: dia 24 de outubro – quarta-feira – às 21 horas

Temporada: 24/10 a 13/12 - Quartas e quintas - às 21horas

Ingressos: R$ 30,00 – Bilheteria: 2h antes das sessões - Duração: 80 min

Gênero: Comédia - Classificação etária: 14 anos - Lotação: 51 lugares

Espaço Cultural Pinho de Riga

Rua Conselheiro Ramalho, 599 – Bela Vista/SP - Tel.: (11) 96373-7090

Ingressos: 30,00 (meia: R$ 15,00) – Bilheteria: 2 horas antes dos espetáculos

Aceita dinheiro e cheque. Não aceita cartões. Acesso universal. Bar e café.

Página: http://www.facebook.com/EspacoCulturalPinhoDeRiga

Tags:

Nov 20 2012

Marcelo Tas, Marco Luque e Oscar Filho em 1 Banquinho pra 3

Toda a renda será revertida para a “Casa do Zezinho”

untitled

Dia 11 de dezembro, às 21h, no Teatro Procópio Ferreira

A Macatranja Produções apresenta

“1 Banquinho pra 3”,

um espetáculo que reúne pelo

4º ano consecutivo personalidades

com o objetivo comum de proporcionar

uma noite em que o sorriso da platéia

também faz sorrir muitas crianças e adolescentes.

Toda a renda obtida com a venda

dos ingressos será revertida para a

Instituição “Casa do Zezinho” www.casadozezinho.org.br

instituição que cria condições, por meio da educação,

da arte e da cultura, para que crianças e jovens, em situação

de vulnerabilidade social e baixa renda,

superem as limitações impostas

pelo meio em que vivem e conquistem

autonomia de pensamento e de ação para

escolher e trilhar seus próprios caminhos de vida.

Além dos apresentadores do

“CQCs” Marcelo Tas, Marco Luque e Oscar Filho,

o espetáculo contará com as participações especiais de

Serginho Groisman, Marcelo Marrom e Marlei Cevada,

entre outros convidados.

Serviço

Um Banquinho para 3

Com Marco Luque, Marcelo Tas e Oscar Filho

Convidados especiais: Serginho Groisman,

Marcelo Marrom e Marlei Cevada.

Dia 11 de dezembro de 2012

Horário: 21h

Duração: 120 minutos.

Recomendação: 14 anos

Capacidade: 671 lugares

Ingresso: R$ 80,00   inteira /  R$ 35,00  meia

Local: Teatro Procópio Ferreira

Rua Augusta, 2823 - Jardim América

Horário da bilheteria: de terça a domingo, das 14h às 19h

ou até início da sessão.

Informação: 11 3083-4475

Vendas pela internet

www.ingressorapido.com.br

(11) 4003.1212

Estacionamento conveniado: MultiPark – Rua Augusta, 2.673
Valor: R$ 10,00 (período de 4h).

Retirada do selo do estacionamento na bilheteria

Tags:

Nov 6 2012

Pessoas Absurdas, de Ayckbourn, segue até dezembro no Teatro Jaraguá Temporada popular!

Nova imagem  Nova imagem 2

A comédia Pessoas Absurdas, de Alan Ayckbourn, que estreou no final de março no Teatro Jaraguá, em São Paulo, entra em nova temporada a partir de 1º de novembro – até 23 de dezembro, com ingressos populares a R$ 30,00 e R$ 20,00. Com direção de Otávio Martins, a peça mostra de forma hilária e sarcástica como o dinheiro e o status social são determinantes nas relações sociais, amorosas ou de amizade. A encenação lança um olhar divertido sobre ações e opções cotidianas que podem nos tornar pessoas absurdas aos olhos alheios.

Pessoas Absurdas é dividida em três atos e a história se passa em três diferentes noites de Natal, em três cozinhas diferentes, tendo como protagonistas três casais vividos pelos atores Marcello Airoldi, Fernanda Couto, Kiko Vianello, Amazyles de Almeida, Zeza Mota e Duda Mamberti.

O dramaturgo inglês Alan Ayckbourn - um dos autores mais montados do mundo - transpõe a nacionalidade ao abordar, de forma crítica, o lado patético do ser humano. O diretor Otávio Martins explica que a comédia inglesa tem forte característica textual. “Somos latinos, portanto estamos trazendo um humor mais físico ao grande texto de Ayckbourn, mas a montagem é uma comédia inteligente e popular”, comenta.

A história se passa, originalmente, na década de 70, mas o diretor optou por ambientá-la nos anos 80, facilitando aos atores a busca por elementos reais de identificação, referências próximas, para compor as complexas personagens. Inclusive o figurino (assinado por Theodoro Cochrane) tem forte referência na alta costura dos anos 80. A trilha sonora também segue na mesma direção e consolida a parceria entre o diretor e Ricardo Severo com quem Otávio Martins trabalhou em 2011(Vamos? e Circuito Ordinário). “Fazemos uma homenagem aos clichês e costumes da época. O público vai rir do patético. As pessoas são, sim, absurdas e totalmente reais. E as situações a que estão expostas também são absurdas”, finaliza o diretor.

O enredo

O enredo de Pessoas Absurdas transcorre no espaço de três anos. O espectador testemunha a decadência e ascensão financeira das personagens (três casais) e o reflexo dessas mudanças em suas relações conjugais e pessoais e nos seus comportamentos sociais.

O primeiro ato acontece no Natal passado, na cozinha da casa de Jane e Sidney (Fernanda Couto e Marcello Airoldi). Desejosos em ascender socialmente, convidam dois casais abastados para a confraternização. No segundo ato, a peça se passa no Natal presente, na cozinha de Eva e Geofrey (Ester Laccava e Kiko Vianello), que estão em plena crise conjugal e com problemas financeiros. Eles recebem os dois outros casais da história, sendo que o primeiro já ascendeu socialmente. E no último ato, a peça se desenrola no ano próximo, na cozinha dos anfitriões Marion e Ronald (Fabiana Gugli e Eduardo Semerjian), que também enfrentam a terrível queda das finanças. Neste Natal, os casais se encontram em situações financeiras e sociais inversas àquelas apresentadas no primeiro ato, sofrendo as consequências da ascensão e queda social.

Serviço

Espetáculo: Pessoas Absurdas

Texto: Alan Ayckbourn

Tradução: Edu Guimarães

Direção: Otávio Martins

Elenco: Marcello Airoldi, Fernanda Couto, Kiko Vianello, Amazyles de Almeida, Zeza Mota e Duda Mamberti.

Iluminação: Hugo Peake

Trilha sonora: Ricardo Severo

Cenografia: Mira Andrade

Figurino: Theodoro Cochrane

Direção de produção: Carlos Mamberti

Realização: Ananda Produções e Mamberti Produções

Apoio: ProAC

Serviço

Teatro do Novotel Jaraguá - www.teatrojaragua.com.br

Rua Martins Fontes, 71 - Bela Vista/SP – Telefone: (11) 3255-4380

Temporada: sexta (21h30), sábado (21h) e domingo (19h) – Até 23/12

Ingressos: R$ 20,00 (sexta e domingo) e R$ 30,00 (sábado) - Bilheteria: 3ª a 5ª (14h-19h), 6ª (14h-21h30), sáb (14h-21h) e dom (14h-19h) - Aceita todos os cartões – Capacidade: 271 lugares

Gênero: 80 min - Gênero: Comédia – Indicação de idade: 12 anos – Estreou: 31/03/12

Ingressos antecipados: www.ingressorapido.com.br (tel: 4003-1212)

Acesso universal - Ar condicionado – Estacionamento c/ manobrista: R$ 18,00.

Tags:

Oct 31 2012

Marco Luque em São Bernardo

com o espetáculo  Labutaria

dias 10, 11 e 12 de novembro no teatro Lauro Gomes

untitled untitled untitled untitled

O ator e apresentador Marco Luque

apresenta Labutaria”,

um monólogo de personagens,

nos dias 10, 11 e 12 de novembro no Teatro Lauro Gomes,

em São Bernardo.

Em “Labutaria”, Luque interpreta

5 personagens autorais e totalmente distintos

em suas caracterizações,

reiterando o seu talento e versatilidade.

Durante o espetáculo, o público assiste a um delicioso

e engraçadíssimo desfile de tipos populares,

entre eles o hiperativo Betonera, um personagem

de peso que promete deixar a platéia sem fôlego.

Completam o show quatro de suas famosas criações:

· Mustafary, um vegetariano preocupado

com a sustentabilidade do planeta;

· Jackson Five e seu preciso relato sobre a difícil

convivência entre motos e carros nas Metrópoles;

· Silas Simplesmente, o taxista que incrementou

seu taxi para agradar aos famosos;

· Mary Help, uma diarista carismática que já tem lugar

garantido na preferência de seus fãs e na lista

das criações inesquecíveis do ator.

untitled

O espetáculo estreou em março de 2011, em São Paulo,

com temporada até novembro e lotação esgotada

em todas as sessões,  tanto na cidade,

como em sua turnê pelo Brasil.

Labutaria já foi visto por mais de 50.000 pessoas.

Serviço

Marco Luque em Labutaria

3 apresentações em São Bernardo do Campo

Sexta e sábado às 21h / Domingo às 19h

Teatro Lauro Gomes

Rua Helena Jacquey, 171 – Rudge Ramos

Preço: R4 70,00 inteira e R$ 35,00 meia

Informações: 11.4368.3483

Duração: 75 minutos.

Recomendação: 14 anos

FICHA TÉCNICA

ATOR: Marco Luque

DIREÇÃO: Dani Luque

CRIAÇÃO: Marco Luque/Dani Luque/Mauricio Meirelles/Danilo Pinoti

TEXTOS: Marco Luque

ROTEIRO: Mauricio Meirelles

COORDENADOR DE PRODUÇÃO: Jony Martins

PRODUÇÃO: Sergio Cerqueira

PRODUÇÃO EXECUTIVA: Ida Lima

PRODUÇÃO ADMINISTRATIVA: Claudia Regina

ILUMINAÇÃO: Claudia Urbaniski

FIGURINO: Kleber Montanheiro

ADEREÇO DE FIGURINO: Michele Rolandi

DESING GRÁFICO: Estúdio Italo Berber – Motion Designer

CARACTERIZAÇÃO: Pietro Schlager

MAQUIAGEM: Fabiana Mima

PRODUÇÃO TÉCNICA: Luciano Soldi

TRILHA SONORA: Wagner Andrade

TÉCNICO DE LUZ: Marcos Vasques

TÉCNICO DE AUDIO: Cauê Oliveira

FOTOS: Pedro Dimitrow

ASSESSORIA DE MIDIA DIGITAL: Cristiano Casagrande

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Flavia Fusco e Cris Fusco

REALIZAÇÃO: Macatranja Produções

CO-PRODUÇÃO: New Content

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL: Zezé di Camargo & Luciano

Sobre Marco Luque

Marco Luque começou cedo, quando a professora do primário reservava espaço na aula para que ele apresentasse imitações aos colegas.

Luque foi locutor, dublou filmes e fez diversas campanhas publicitárias até chegar, em 2006,  ao palco do espetáculo de sucesso Terça Insana, em São Paulo, onde se apresentou por três anos.

A cada semana, Luque ganhava a platéia com seu talento e os hilários personagens autorais. Em 2008, foi convidado para apresentar o CQC, um projeto de sucesso da rede Bandeirantes, no ar até os dias de hoje.

Após larga experiência como ator e criador de personagens, Luque  descobriu seu talento também para o  Stand Up Comedy, o humor de cara que se vale de histórias e observações dos gestos  do cotidiano para fazer rir .

Com todos os shows da turnê pelo país, entre 2008 e 2010, lotados,  “Tamo Junto” foi visto por mais de 100.000 pessoas e eleito pelo público como melhor comédia Stand Up de 2009 no Guia da Folha, organizado pelo jornal Folha de São Paulo.

Em 2011 criou o espetáculo “Labutaria”, reiterando todo o seu talento para criar textos e toda a sua versatilidade e agilidade para mudar totalmente de expressão e tom de voz em minutos.

Durante o espetáculo, o público assiste a um delicioso e engraçadíssimo desfile de tipos populares, como o taxista “Silas Simplesmente”, a empregada Mary Help o motoboy “JacksonFive”, que hoje também apresenta seu próprio quadro na rádio Mix.

Marco Luque tem mais de 3 milhões de seguidores no Twitter.

Tags:

Oct 23 2012

Piano na Praça reverencia a música brasileira com Chambinho e Jonas Dantas

untitled A música brasileira será reverenciada no próximo Piano na Praça, no dia 27 de outubro, sábado, na Praça Dom José Gaspar, centro de São Paulo.

O projeto – realizado pela Secretaria Municipal de Cultura – recebe dois artistas cujas trajetórias são enraizadas nas tradições musicais brasileiras. Trata-se de Jonas Dantas, que faz o primeiro concerto da tarde, às 15 horas, e Chambinho do Acordeon, que assume as telas às 16 horas.

Protagonista do filme Gonzaga - de Pai Para Filho, de Breno Silveira, Chambinho do Acordeon presta justa homenagem ao Rei do Baião que completaria 100 anos em dezembro de 2012. Em seu repertório, destaque para “Asa Branca” e “Respeita Januário” (parcerias de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira), “Assum Preto” (com Humberto Teixeira), “Numa Sala de Reboco” (com José Marcolino), “Xote das Meninas” e “Xote Ecológico”, entre outras.

untitled 1 Pianista que esbanja talento e versatilidade, Jonas Dantas faz sua leitura particular de pérolas da música brasileira. O programa de sua apresentação traz composições como “Começar de Novo” (de Ivan Lins), “Carinhoso” (de Pixinguinha), “Flor de Liz” e “Fato Consumado” (de Djavan), “Incompatibilidade de Gênio” (de João Bosco), “Desafinado” (de Tom Jobim) e “Chega de Saudade” (de Tom & Vinicius de Moraes).

Os concertos ao ar livre da série Piano na Praça é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, que acontece, quinzenalmente, na Praça Dom José Gaspar. O projeto, que está no sétimo ano de temporada, apresenta pianistas de expressão nacional e internacional, tanto no âmbito popular quanto erudito.

Série: Piano na Praça

Dia 27 de outubro de 2012 – sábado

15 horas: Chambinho do Acordeon

16 horas: Jonas Dantas

Local: Praça Dom José Gaspar, s/nº - Centro – São Paulo/SP

Grátis – Informações: (11) 3397-0160 – Metrô República

Nº lugares: 300 cadeiras - Concerto ao ar livre – Duração: 2 horas

Próximos convidados:

10/11 - Arismar do Espírito Santo e Bia Góes

24/11 - Nico Resende e Fernando Moura

Chambinho do Acordeon

Chambinho do Acordeon nasceu em São Paulo, em 1980. Aos oito anos mudou-se com a família para Jaicós, no Piauí, onde aprendeu os primeiros acordes na sanfona com o avô Zezinho Barbosa. Essa primeira escola lhe deu os macetes dos velhos sanfoneiros nordestinos eo gosto pelo autêntico forró. Aos 11 anos, retornou para São Paulo com sua bela sanfona Mundiale e, diante das dificuldades, investiu em um teclado para tocar em grupos de samba. Após alguns anos, integrou a Banda Caiana que buscava a retomada da tradição nordestina. Com o grupo logo se destacou no nascente "forró universitário", tendo a oportunidade de se apresentar em importantes casas de São Paulo e viajou pelo Brasil, divulgando os dois CDs lançados pela Warner Music.

Chambinho firmou-se como sanfoneiro de renome e logo integrou a Banda de Pífanos de Caruaru com quem gravou, em 2002, o CD No século XXI, no Pátio do Forró, ganhador do Prêmio Tim e Grammy Latino na categoria Música Regional. Na mesma época tocou com Dantas do Forró, Luciano Dagata, com o grupo Forró na Pressão (este em Portugal), integrou o Trio Zabumbão e acompanhou nomes como Família Gonzaga, Anastácia e João Claudio Moreno.

Atualmente, apresenta-se em com repertório de músicas com ritmos autênticos nordestinos como baião, xote, xaxado, côco e arrastapé. Músicas de Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Alceu Valença, Zé Ramalho e Trio Nordestino estão sempre presentes em suas apresentações. Participou da novela A Favorita (Rede Globo), acompanhando o personagem Cassiano Copola, e do programa Metrópolis em trabalho solo. E, seguidor de Luiz Gonzaga, Chambinho venceu a seleção para interpretar o mestre no cinema (Gonzaga - de Pai Para Filho), de Breno Silveira.  Para o papel, ele estudou a vida e a musica do Rei do Baião e acentuou mais seu jeito nordestino de puxar seu fole e cantar o forró.

Jonas Dantas

Músico autodidata, Jonas Dantas começou os estudos de piano aos 15 anos, profissionalizou-se, em 1995, no Conservatório Carlos Gomes (Belém/PA) e formou-se na Escola de Música da Universidade Federal do Pará. Estudou com mestres como Laércio de Freitas, Adélia Fisher, Jeff Gardner, João Marcos e Nelson Faria.

O artista acompanhou grandes nomes da nossa música popular, entre eles Fafá de Belém, Leny Andrade, Zé Luiz Mazziotti, Ary Piassarollo, Ney Lopes, Fabiana Cozza, Elza Soares, Pedrinho Cavallero, Pery Ribeiro, Leo Gandelman, Arthur Maia, Sizão Machado, Filo Machado, Chiquinho Oliveira, Paulo Moura, Gigante Brasil, Paulo Lepetit, Hamilton de Holanda, Arismar Espírito Santo e muitos outros.

Jonas Dantas fez parte da primeira formação da Orquestra Criola (Rio de Janeiro), em 2006, dirigida pelo saxofonista Humberto Araújo. Hoje, integra alguns projetos de música instrumental, acompanha o cantor Manolo Otero e desenvolve um trabalho de MPB com a cantora Jane Mara. É também professor de piano popular na Artlivre - Escola de Música, e trabalha na produção do seu primeiro CD, intitulado Nossas Canções.   

Tags:

Oct 15 2012

Espaço Cultural Pinho de Riga abre as portas no Bixiga com peças inéditas

untitled No dia 19 de outubro, sexta-feira, será inaugurado o Espaço Cultural Pinho de Riga, na Rua Conselheiro Ramalho, nº 599, no bairro Bela Vista (Bixiga), em São Paulo. A partir da 19 horas, os convidados serão brindados com várias performances de dança, música e artes visuais para marcar o início das atividades.

O Pinho de Riga nasceu do desejo de um grupo de profissionais do teatro – Almara Mendes, Tatiana Rehder, Marília Miyazawa, Thiago Henrique do Carmo e Mariana Flesch Fortes – em ter um lugar próprio para realizarem suas produções e também fomentar a cultura paulistana. Com instalações simples e aconchegante, o grupo ocupa uma casa antiga que foi reformada para atender as necessidades de um espaço cultural tendo, entre salas para administração, bar (o Barriga) e loungue, uma sala de apresentação para 51 pessoas.

Pinho de Riga é o nome de uma madeira nobre, quase extinta. O grupo quer relacionar a qualidade e durabilidade da madeira ao seu trabalho que busca solidez, longevidade, força ou mesmo certa magia teatral que pode ter sido extinta.

Duas montagens do Grupo Teatral Pinho de Riga inauguram a programação de outubro do novo espaço: Música Para a Solidão (concepção do grupo, inspirada em livros de Clarice Lispector) estreia no dia 20 e Estrelas do Orinoco (de Emilio Carballido) entra em cartaz no dia 24, ambas com direção de Tatiana Rehder.

Na sequência, o espaço recebe Terra de Ninguém (de Josué Guimarães) - dia 9 de novembro - com a Cia. de Teatro Compacto e direção conjunta de Miguel Langone Jr. e Isadora Faria. E Arte Simples Conta Tchekhov (criação coletiva do Grupo Artes Simples de Teatro a partir de obras de Anton Tcheckov) abre temporada em 13 de novembro, dirigida também por Tatiana Rehder.

Segundo a atriz Almara Mendes, há muito tempo sonhava em ter um espaço próprio para seus projetos teatrais, desejo sempre compartilhado com a diretora Tatiana Rehder. “No início deste ano estávamos juntas em um novo trabalho e voltamos a sonhar. O nome do espaço já estava definido, encontramos uma casa e nem foi preciso comentários: era o local certo”, conta Almara. O grupo já tinha dois espetáculos em processo de montagem, fato que conspirou para a concretização da sede. Embora seja mais focado nas artes cênicas, o Pinho de Riga pretende ser um espaço de lazer e sociabilidade, abrigando e incentivando também outras manifestações artísticas como música, dança e artes visuais.

Programação de outubro

foto 2 Música Para a Solidão

A partir dos livros Uma aprendizagem ou O Livro dos Prazeres e A Via Crucis do Corpo, de Clarice Lispector

Concepção e realização: Grupo Teatral Pinho de Riga

Direção: Tatiana Rehder

Elenco: Almara Mendes, Marília Miyazawa e Thiago Henrique do Carmo

Estreia: dia 20 de outubro – sábado – às 21 horas

Temporada: 20/10 a 16/12 - sábados (21 horas) e domingos (20 horas)

Ingressos: R$ 30,00 - Lotação: 20 lugares (reservar ingresso c/ antecedência)

Bilheteria: 2h antes das sessões - Duração: 80 min - Gênero: Drama - Classificação etária: 14 anos

Música Para a Solidão é um espetáculo inspirado nos livros Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres e A Via Crucis do Corpo, de Clarice Lispector. A montagem do Grupo Teatral Pinho de Riga, com direção de Tatiana Rehder, cria uma interpretação física para personagens literários têm em comum o desejo ou a busca pelo aprendizado de como viver, de como caber em sua própria roupagem.

São figuras que se caracterizam e se materializam pelo prisma da solidão e dela tentam se desvencilhar ou apenas viver confortavelmente nessa condição. Na concepção do grupo, as personagens dos livros de Clarice Lispector foram recriadas. “São novas pessoas, novas personagens. Elas brotariam da identificação dos leitores com a maneira de ser e agir de Miss Algrave (Almara Mendes), Lori (Marília Miyazawa) e Ulisses (Thiago Henrique do Carmo), e que se transformam, respectivamente em Ruth, Verônica e Paulo”. Explica a diretora.

Esta versão do Pinho de Riga para os protagonistas de Clarisse faz uma leitura própria de suas personalidades: os diálogos (seja com o parceiro em cena, seja diretamente com o público) fluem livremente, como pensamentos sinceros, para dizer o que não foi dito; o que é ainda mais íntimo. Aliada a esta proposta, a dramaturgia usa o espaço como um agente a mais para propor ao público uma lente de aumento ao acompanhar a trajetória dos personagens em seus locais privados. A diretora propõe que o espectador seja como um par de olhos no buraco da fechadura, cúmplices da história.

foto 3 Estrelas do Orinoco

Texto: Emilio Carballido

Tradução: Hugo Villavicenzio

Direção: Tatiana Rehder

Elenco: Almara Mendes e Mariana Flesch

Realização e produção: Grupo Teatral Pinho de Riga

Estreia: dia 24 de outubro – quarta-feira – às 21 horas

Temporada: 24/10 a 13/12 - Quartas e quintas - às 21horas

Ingressos: R$ 30,00 – Bilheteria: 2h antes das sessões - Duração: 80 min

Gênero: Comédia - Classificação etária: 14 anos - Lotação: 51 lugares

Com tradução para o português de Hugo Villavicenzio, o texto Estrelas do Orinoco, do dramaturgo mexicano Emilio Carballido, ganha montagem aos olhos do Grupo Teatral Pinho de Riga, com direção de Tatiana Rehder. A peça investiga o universo de duas atrizes pouco prestigiadas pela fama – interpretadas por Almara Mendes e Mariana Flesch - a bordo de um barco sem comando no Rio Orinoco (Venezuela/Colômbia).

Esta imagem de duas atrizes de segunda classe a bordo de uma embarcação sem comando pode ser símbolo de uma de nossas facetas latinas: um continente com passado colonial exploratório com muita dificuldade de criar uma identidade para seu povo, minimamente uniforme, com referências próprias. O grupo explica que montar uma peça venezuelana no Brasil com este enredo é a chance de fomentar uma reflexão sobre nosso país, de promover uma aproximação com os vizinhos latinos com quem compartilhamos traços históricos e possibilidades de futuro.

No enredo, duas mulheres sozinhas em um dos maiores rios da Bacia Amazônica criam seu cotidiano de fantasias que lhes dá força e condições para viver a desgraça real e concreta de estar à deriva. O Pinho de Riga pretende refletir sobre como esta válvula de escape se aplicaria à história de nosso continente e de qual realidade já nos distanciamos.

A montagem, porém, visita também as almas dessas mulheres: duas pessoas reais, com planos concretos e expectativas de futuro. O público se torna cúmplice das fantasias das duas atrizes que precisam criar maneiras de sobreviver em meio às variadas adversidades do mundo real. Suas dificuldades passam pela pobreza, falta de reconhecimento, solidão e fracasso, agruras possíveis a qualquer mortal. “Certamente encontramos aqui a dimensão universal do nosso projeto, pois estamos trabalhando com seres humanos e suas angústias e sonhos, personagem cheias de humanidade; estamos falando de nós”, finaliza Tatiana Rehder.

(Este espetáculo tem seus direitos autorais licenciados pela ABRAMUS - Associação Brasileira de Música e Artes).

Programação de novembro e dezembro

Terra de Ninguém

Com: Cia. de Teatro Compacto

Texto: Josué Guimarães

Adaptação: Miguel Lagone Jr.

Direção: Miguel Langone Jr. e Isadora Faria

Elenco: Teca Pinkovai, Antonio Natal e Miguel Langone Jr.

Estreia: dia 9 de novembro – sexta-feira – às 21 horas

Temporada: 9/11 a 21/12 – sextas-feiras – às 21 horas

Ingressos: R$ 30,00 – Bilheteria: 2h antes das sessões - Duração: 60 min

Lotação: 51 lugares - Classificação etária: 14 anos - Gênero: drama

Arte Simples Conta Tchekhov

Com: Grupo Artes Simples de Teatro

Criação coletiva a partir da peça As Três irmãs e do livro Um Bom Par de Sapatos e Um Caderno de Anotações, de Anton Tcheckov

Direção: Tatiana Rehder

Reestreia: dia 13 de novembro – terça-feira – ás 21 horas

Temporada: 13/11 a 11/12 – terças-feiras - às 21 horas

Ingressos: R$ 30,00 – Bilheteria: 2h antes das sessões - Duração: 90 min

Lotação: 20 lugares - Classificação etária: 14 anos - Gênero: drama

Em Cartaz:

Música Para a Solidão - sábados (21h) e domingos (20h) – até 16/12

Estrelas do Orinoco - Quartas e quintas - às 21horas – até 13/12

Espaço Cultural Pinho de Riga

Rua Conselheiro Ramalho, 599 – Bela Vista/SP - Tel.: (11) 96373-7090

Ingressos: 30,00 (meia: R$ 15,00) – Bilheteria: 2 horas antes dos espetáculos

Aceita dinheiro e cheque. Não aceita cartões. Acesso universal. Bar e café.

Página: http://www.facebook.com/EspacoCulturalPinhoDeRiga

Tags:

Oct 4 2012

ESTREIA TERÇA INSANA ANTES QUE O MUNDO ACABE

Espetáculo da Turnê 2012 estreia em

São Paulo dia 16 de outubro

Se o mundo vai acabar em dezembro de 2012,

vale a pena entrar num consórcio de casa própria

e esperar ser contemplado em um sorteio?

“TERÇA INSANA 2012-

ANTES QUE O MUNDO ACABE”

Espetáculo da Turnê 2012 estreia em

São Paulo dia 16 de outubro

Se o mundo vai acabar em dezembro de 2012,

vale a pena entrar num consórcio de casa própria

e esperar ser contemplado em um sorteio?

“TERÇA INSANA 2012-

ANTES QUE O MUNDO ACABE”

untitled

“Terça Insana 2012- Antes Que O Mundo Acabe”, é a mais recente criação da Terça Insana, o espetáculo aborda o fim do mundo que, segundo a profecia Maia, se aproxima.

O roteiro de “Terça Insana 2012- Antes Que O Mundo Acabe” apresentará cenas e textos inéditos, além de personagens clássicas expondo suas dúvidas a respeito do fim do mundo. Por exemplo:

Se o mundo vai acabar em dezembro de 2012, devemos:

- Fazer tudo o que temos vontade?

- Limpar a poupança e dar a volta ao mundo?

- Ficar pelados e beber todas?

- Realizar todas as nossas fantasias sexuais?

- Pedir demissão e fazer um curso de marcenaria?

- Abolir a dieta e entrar pra um grupo de bumba-meu-boi?

Se o mundo vai acabar em dezembro de 2012, vale a pena entrar num consórcio de casa própria e esperar ser contemplado em um sorteio?

Haverá Copa do Mundo no Brasil em 2014? E o Pan-Americano, como fica?

Saiba as respostas pra todas estas questões assistindo ao espetáculo “Terça Insana 2012- Antes Que O Mundo Acabe”, com Agnes Zuliani, Arthur Khol, Mila Ribeiro e Grace Gianoukas, que também assina direção.

Os  personagens do espetáculo:

untitled 1  Advogada do Diabo

Alega que, apesar de seu cliente ter sido criado por Deus para ser “O Laranja da Humanidade”, uma espécie de bode expiatório que justificaria as maldades do mundo, na verdade, o Diabo é um empresário visionário, só investe em grandes negócios. Agora, por exemplo, aproveitando o advento do Apocalipse, o Diabo está lançando novos empreendimentos imobiliários: “Inferno Dois- Residence” e “Vivendas do Inferno”, condomínios de luxo pra garantir o conforto e a segurança no fim do mundo. 

Preguiça

Tudo que iniciamos, um dia, sempre termina: arrumações são desarrumadas, casamentos geralmente acabam, diplomas não garantem empregos, deliciosas refeições terminam no banheiro. Diante da perspectiva de fim do mundo, ela mulher é feliz por não tomar nenhuma grande iniciativa.

untitled 2 

Personal Crimer

Meliante aposentado, Doutor em filosofia social, membro do instituto de estudos avançados da 18ª DP, fala sobre a importância do crime no equilíbrio da sociedade contemporânea.

Profeta

Certa manhã, há muitos séculos atrás, um profeta avistou uma mulher apavorada com o barulho de um trovão e teve um “insight”: Visualizou o futuro da sua espécie (ascensão e declínio).

untitled 3

            Casada, 23

Dona de casa se convenceu de que seu casamento era uma monotonia, depois de ler matérias e fazer testes de revistas femininas... Insatisfeita ela resolveu procurar chats eróticos na Internet. Agora ela faz uma análise suas experiências.

Análise Científica

Uma pintura do Império Mala, descoberta recentemente, é interpretada por diversos estudiosos, porém suas afirmativas científicas não “batem”, cada um diz uma coisa

Último Censo Mundial

Instituto de Pesquisa, realiza o último Censo Demográfico, será um retrato, de corpo inteiro, do mundo atual, com o perfil da população e as características de seus domicílios, ou seja, depois que o mundo acabar, este censo dirá como éramos, onde estávamos e como vivíamos.

Confessionário- Fiel confessa seus pecados  a um pastor que, além da penitência, lhe oferece consultoria financeira .

untitled 4

Astrid

Astróloga que apresenta uma nova visão da astrologia, dos signos e do cosmos baseada em sua opinião.

Jogada de Lado

Programa de esportes quer promover um Fórum Pela Paz Mundial Através do Esporte, inspirado no “amor fraterno” entre as torcidas organizadas ....

Terça Insana

Direção: Grace Gianoukas

Elenco: Agnes Zuliani,  Mila Ribeiro, 

Grace Gianoukas e Arthur Kohl

Estreia: dia 16 de Outubro de 2012

Temporada até o dia 11 de dezembro

Todas as terças-feiras

Horário: 21h

Recomendação: 14 anos

Duração: 90 minutos

Local: Teatro Itália

www.teatroitalia.com.br

Av. Ipiranga, 344 – Centro

278 lugares

Ingressos: R$ 80,00 / R$ 40,00 meia

Bilheteria:terça a domingo – das 15h ás 21h
Vendas on line – www.compreingressos.com

11. 2122.2474

Cartões aceitos – Todos
Cheques: Não
Venda e reserva por telefone: Não
Meia entrada para aposentados, professores da rede estadual e estudantes (mediante documento comprobatório)

Ar condicionado
Acesso e banheiro para deficientes físicos
Estacionamento – serviço de valet conveniado ao Edifício Itália

Tags:

Oct 1 2012

Circuito Macu de Teatro apresenta “A MENINA QUE BRILHA”

O espetáculo infanto-juvenil terá 2 apresentações,

dias 20 e 21 de outubro, no Teatro Macunaima.

A  direção é de Leandro Galor,   com roteiro de 

Cal Titanero e Lilian Borges da Cia. Loucos do Tarô.

untitled

Comemorando o mês das Crianças, a Cia. Loucos do Tarô

apresenta o espetáculo infantil “A Menina que Brilha”,

nos dias  20 de outubro, sábado, às 21h e no dia 21 de Outubro,

domingo às 20h,  no Teatro Macunaima.

A Menina Que Brilha é uma fábula que conta a trajetória de um príncipe solitário,

que a pedido de seu Conselheiro, organiza uma baile para se casar.

No baile, o príncipe se encanta por uma menina que brilha e desaparece

sem que ninguém perceba. Ao procurar a menina, o príncipe entra num mundo

encantado de animais que lhe ajudam em sua trajetória para encontrar

o brilho que tanto procura e que na verdade está nele mesmo.

Querendo atrapalhar o caminho do rei, uma bruxa contando com a ajuda

de um sapo e um corvo fazem de tudo para evitar este encontro.

O espetáculo que ganhou o Premio Jovem Brasileiro e concorre ao

Festival de Teatro da Cidade de São Paulo, foi realizado junto ao Ministério da Cultura,

com patrocínio do Hotel Toriba, TEBE Concessionária de Rodovias, Capemisa,

Seguradora da Vida e Previdência e esteve em cartaz nos meses de Abril

a Junho no Teatro Augusta, além de apresentações no RJ e interior de SP.

untitled

Serviço

Circuito Macu de Teatro apresenta

“A Menina Que Brilha”

Autores:  Cal Titanero e Lilian Borges.

Direção: Leandro Galor.

Elenco: Cal Titanero, Carol Mafra, Danielle Scavone, Erica Correia, Fabiola Araujo, Gabriela Portieri, Jô de Souza, Lilian Borges, Mauricio Spina, Ricardo Aciole, Stella Portieri e Thales Cristovão.

Temporada: dia 20 de outubro, sábado, às 21h e dia 21 de outubro, domingo, às 20h.

Duração:  60 minutos

Censura: livre

Ingressos: 8 de junho a 29 de julho

Ingressos: R$ 14,00  (R$ 7,00 meia)

Teatro 3 - 72 lugares

Bilheteria: na sede do Macunaima das 9h às 21h ou pelo site www.ingresso.com

Tel: 4003.2330

Teatros do Macunaíma 1, 2, 3, 4 e 5

www.macunaima.com.br

Rua Adolpho Gordo, 238 – Barra Funda

(11) 3217.3400

Ficha Técnica

Autores:  Cal Titanero e Lilian Borges.

Direção: Leandro Galor.

Assistência de Direção:  Sandro Santos e Mauricio Spina.

Preparação Vocal: Amanda Cappia.

Elenco: Cal Titanero, Carol Mafra, Danielle Scavone, Erica Correia, Fabiola Araujo, Gabriela Portieri, Jô de Souza, Lilian Borges, Mauricio Spina, Ricardo Aciole, Stella Portieri e Thales Cristovão.

Assistente Produção:  Danilo Miniquelli e Gra Mendes

Figurino:  Thales Cristovão, Larissa Graziel e Celly Lopes.

Maquiagem: Erica Correia

Cenografia:  Leandro Galor e Vinicius Salles.

Iluminação (concepção e operação):  Carol Mafra e Fernando Assunção.

Sonoplastia (concepção e operação):   Leandro Galor e Sandro Santos.

Arte Gráfica: Mauricio Spina e Mun-seo Kang.

Assessoria de Imprensa:  Flavia Fusco.

Realização & Produção: Ministério da Cultura, Cia Loucos do Tarô e Panapaná Produções.

Patrocínio: HOTEL TORIBA, TEBE Concessionária de Rodovias, Capemisa Seguradora de Vida e Previdência, Grupo Sermacol, Instituto Biosegredo e Dinastia Soluções Financeiras.

Apoio Cultural: Link Moto, Pony Brasil, Caras, Eletel, Morais Donnangelo Tosiyuki Gonçalves Advogados Associados.

Apoio Institucional: CICESP, Fundação Gol de Letra, Fundação Edmilson e Casa da Sopa de Limeira.

Contato Produção – Leandro Galor (11) 994902554, Cal Titanero (11) 99852-0818 e Jô de Souza (11) 97453-3700

Assessoria de Imprensa : Flavia Fusco

Tags: